Socorro! Tem um fotógrafo na minha casa!

 

 

Existe um ser, cada vez mais comum nos lares de hoje em dia, de hábitos estranhos e por vezes inconvenientes, chamado Fotógrafo da Família, vulgo papai!

Ele começa a se manifestar, muito comumente, quando nasce o primeiro herdeiro da casa. Seu comportamento é típico: Tem sempre por perto um celular, uma câmera fotográfica, ou até mais de uma espalhadas estrategicamente em gavetas pela casa, de maneira que possam ser acessadas com rapidez jornalística!

Ele é um apaixonado por fotografia, mas não tem um tema ou linha de trabalho muito bem definida. Se está sozinho fotografa um flor murcha, uma trilha de formigas na cozinha, o sol, a macarronada que vai comer… Se o cão da casa passar perto, coitado… vai ter que participar de um ensaio, com certeza. Sorria Rex! E nada!

Se estiver perto do filho (sua vitima mais freqüente) fica repetindo frases do tipo: Paulinho, olha aqui, Paulinho, Paulinho, Pauliiiinhoooo! Dá um sorriso pro papai! Só um!

Mas o Paulinho tem outras preocupações no auge dos seus 9 meses de vida, por isso aquele chocalho com saliva e um restinho de banana amassada está mais interessante do que o ser falante em frente.

Mas ele não desiste afinal é o responsável pela cobertura jornalística nesse território! É um enviado especial e não pode perder nenhuma cena. Se o Paulinho bate a cabeça, ele registra o choro, se o Paulinho dá uma gargalhada, ele registra, se passa molho de tomate no rosto, click! Se o Paulinho for enfiar o dedo na tomada…

A mãe do Paulinho também já foi fotografada eliminando material indesejado que o Paulinho produziu, entre outras cenas pouco nobres.

Na maioria dos registros as pessoas são identificadas com um pouco de dificuldade pois o foco ficou no ponto errado, ou tinha uma contraluz que deixou o Paulinho escuro, ou a cena estava tão escura que deixou o Paulinho parecendo a sombra do Paulinho, ou a emoção com cena foi tanta que um abalo sísmico foi inserido na foto… Sem contar tendência de mutilar mãos, cotovelos, pernas, dedinhos e até queixo.

Muita gente pode achar que as fotos não ficaram boas, mas ele, o fotógrafo da família, não pensa assim. Com muito mais amor do que técnica, ele segue sua destemida carreira.

Se voce tem carteirinha de “Fotógrafo de Família” ou conhece alguém que tenha, não perca nosso próximo post. Amanhã veremos uma lista bem prática de dicas que podem ser usadas com qualquer equipamento fotográfico e ajudar esse animado e amoroso “profissional”. Porque ele gosta de fotografia, ama sua família, mas tá precisando de ajuda!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s